Ex-aluno do Colégio São José conta detalhes de sua vida escolar

Matéria especial com o ex-aluno Henrique Barum de 17 anos. Jovem aproveitou para dar dicas aos que ainda estão na escola

Henrique Barum passou por toda sua vida escolar dentro do Colégio São José.
Hoje, com 17 anos, está cursando o primeiro semestre do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Pelotas, aprovado pelo ENEM.

“Quando se é pequeno e está dentro do Colégio São José, existe um sentimento muito bom, por ser um ambiente familiar. A partir daí fica difícil sair para estudar em outra escola”, revela.

Durante entrevista ao programa Conexão, Henrique revela que o São José sempre teve esse perfil acolhedor. “No primeiro dia de aula o pessoal já te recebia com um sorriso no rosto. Aliás, não só nas aulas, mas o SJ gosta de te proporcionar um ambiente para te sentires em casa”, lembra o ex-aluno.

Quando perguntado sobre os professores que não esquecerá, Henrique afirma
sem pensar. “São muitos! Entre eles João Manoel e Aurélio Ramires. Patrícia
Laforet e Adriana Coutinho, professoras da educação infantil e ensino fundamental respectivamente, também ficarão na memória. São pessoas que sempre me deram o apoio que eu precisava para seguir em frente” acrescenta.

O estudante costumava a se envolver em algumas atividades extraclasse. No Grupo Jovem Jesus de Nazaré (GJJN), do Colégio São José, foi coordenador da 18ª edição do Agita Jovem, o congresso anual de jovens estudantes da Escola, realizado durante um final de semana inteiro na Casa Cenáculo, em Pelotas. Participou também do Grupo de Teatro da Escola, onde em 2011 interpretou o relógio Din-don da peça musical A Bela e a Fera.

Durante o terceiro ano do ensino médio, na Olimpíada das Cores, coordenou sua turma e o Clube Branco. Mesmo não tendo adquirido a vitória para sua equipe, ele revela que há uma preocupação de realizar todas as tarefas com a máxima dedicação. “No fim não importa o resultado e sim a satisfação de olhar tudo pronto e ver que foi a gente que fez”, confessa.

Sobre sua faculdade, o ex-aluno se revela ansioso. “A partir de agora eu pretendo me focar no curso, e prestar atenção nas áreas que eu mais gosto que são entretenimento, web jornalismo e artigos de viagem. Assim poderei me aprofundar nos assuntos e decidir qual é a melhor opção pra mim”.

Para os que ainda estudam no São José, Barum deixa uma dica. “Aproveitem muito o tempo que vocês têm aqui dentro (do Colégio São José), e não deixem de se focar nos estudos. Não adianta chegarem ao terceiro ano e fazer um curso pré-vestibular, pois lá é dada apenas uma ajuda para os processos seletivos, quem te dá a verdadeira base de conhecimento é o Colégio”.

Por Bruno Marsilli

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s